• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Trabalhadores protestam em frente à AL, Rogério Marinho não é homenageado

Ato contra a homenagem de Rogério Marinho foi vitorioso e impediu que o deputado não recebesse honrarias

Publicado: 08 Novembro, 2019 - 14h08 | Última modificação: 08 Novembro, 2019 - 14h25

Escrito por: Redação CUT/RN

Bruna Torres
notice
Classe trabalhadora diz não à homenagem a Rogério Marinho

Com muita resistência, suor, gás de pimenta e luta saímos deste ato vitorioso porque ROGÉRIO MARINHO NÃO RECEBEU HOMENAGEM em agradecimento aos serviços prestados ao povo do Rio Grande do Norte.

Trabalhadores e trabalhadoras chegaram ao prédio da Assembleia Legislativa do RN nas primeiras horas da manhã e não permitiram a entrada de ninguém na ALRN, nesta sexta-feira (8).

Durante o ato totalmente pacífico, a Polícia Militar mais uma vez agiu sem dialógo e atacou os manifestantes com gás de pimenta mais de uma vez. Mesmo com o efeito, os manifestantes resistiram e continuaram nas portas do prédio para impedir a passagem. 

No dia anterior (7), tentamos requerer a sessão de homenagem a Rogério Marinho, com um documento assinado por centrais sindicais, Frente Brasil Popular, Frente Povo Sem Medo e Frente Em Defesa da Previdência. A formalidade foi direcionada ao presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, Ezequiel Ferreira. No entanto, em nome da democracia soberana, o presidente da casa alegou não poder cancelar a homenagem, visto que qualquer cidadão é apto a receber as honrarias. Por fim, o documento foi entregue e protocolado pela própria ALRN.