• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Nota de repúdio contra o despejo no Centro de Formação Paulo Freire em Caruaru

O Centro de Formação Paulo Freire, localizado no Assentamento Normandia, na cidade de Caruaru/PE sofreu uma ordem de despejo impulsionada pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra)

Publicado: 06 Setembro, 2019 - 13h45 | Última modificação: 06 Setembro, 2019 - 14h02

Escrito por: Redação CUT/RN

Reprodução/Facebook
notice

DESPEJO NÃO! CUT - RN repudia a ação do INCRA autorizado pelo juiz federal da 24º vara federal de Caruaru/PE

O Centro de Formação Paulo Freire, localizado no Assentamento Normandia, na cidade de Caruaru/PE sofreu uma ordem de despejo impulsionada pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) que foi aceita pelo juiz federal da 24º Vara Federal de Caruaru que determinou imediata reintegração de posse.

O Centro de formação pertence ao assentamento Normandia, criado em 1988, onde, técnicos do incra orientou que a sede fosse utilizada para a capacitação e formação dos assentados de todo o estado de Pernambuco, orientação esta, que o MST cumpriu em comum acordo com o Incra fazendo com que em 1999 fosse oficializado a criação do Centro de Formação Paulo Freire.

Com o passar do tempo, o Centro se tornou referência no que se diz a respeito à formação política, deixando de ser apenas um espaço formativo a assentados de Pernambuco e se tornando a nível nordeste, um dos polos mais importantes para formação política da classe trabalhadora. Sem contar as diversas parcerias com instituições importantes da sociedade como universidades e fundações que ao utilizar a estrutura, aproxima os assentados ao ensino superior.

O Papel do Centro de Formação Paulo Freire perante a sociedade é bastante nítido e todo esse trabalho está sendo ameaçado por um simples viés ideológico e perseguição política ao Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra. Nesse sentido, nós, da CUT - RN em nome de toda a diretoria estadual e executiva repudiamos veemente a tentativa de despejo e nos solidarizamos com todo os trabalhadores, estudantes e professores que vive o dia-a-dia desse importante pólo político para a regional Nordeste, Pernambuco e do Brasil.

Central Única dos Trabalhadores - Rio Grande do Norte