• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Correios: presidente da Câmara recua, mas a luta contra a venda continua

PL 591/2021 segue tramitando na Câmara dos Deputados

Publicado: 11 Maio, 2021 - 10h38 | Última modificação: 11 Maio, 2021 - 12h06

Escrito por: Redação CUT RN e Assecom Sintect RN

notice

A partir da mobilização, pressão e resistência da  Federação Nacional dos Trabalhdores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect), dos sindicatos e da categoria junto ao Parlamento, o presidente da Câmara dos Deputados Athur Lira recuou e resolveu seguir minimamente os trâmites legislativos em torno de uma pauta que interfere diretamente na vida do povo brasileiro: a venda dos Correios.

Em despacho realizado no dia 3 de maio, o presidente da Câmara dos Deputados determinou a criação de uma Comissão Especial para analisar o PL 591/2021, que trata da privatização.

Com isso, abre-se prazo para que os partidos políticos, na proporcionalidade das suas bancadas, façam indicações de parlamentares para composição da Comissão. Somente a partir daí, define-se cronograma de trabalho, como audiências públicas, reuniões e debates sobre a viabilidade ou não do processo de privatização.

Dentro do cenário atual, a Fentect avalia como positiva a criação da Comissão porque garante tempo para uma discussão mais ampla, que não seja feita de forma assodada, respeite os processos legislativos e nos dê oportunidade de ampliar a mobilização para mostrar à sociedade o quão importante são os Correios do Brasil.

O desgoverno entreguista de Bolsonaro atacou mais uma vez a empresa. Na Câmara dos Deputados, foi aprovado o regime de urgência para a votação do PL 591/21, que trata da privatização dos Correios. Agora, mais do que nunca, precisamos estar aguerridos e unidos para enfrentar a batalha das nossas vidas em defesa dos Correios.

Shampoo, o presidente do Sintect RN fala da importância de lutar contra o PL: