• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU
Reforma da previdência é ajuste fiscal, declara ex-ministro Carlos Gabas em Natal

Reforma da previdência é ajuste fiscal, declara ex-ministro Carlos Gabas em Natal

Bruna TorresBruna Torres

Referência não só nacional como também mundial, o ex-ministro da Previdência Social Carlos Gabas veio à Natal para discutir as consequências da Reforma da Previdência e apontar novos caminhos de luta na tentativa de derruba-la. O evento aconteceu na última segunda-feira (01), às 9h, no auditório do Sindicato dos Auditores Fiscais do RN (Sindifern). 

Gabas foi recebido na mesa pela presidência da CUT/RN, Eliane Bandeira, pelo Senador Jean-Paul Patres (PT), pela deputada Isolda Dantas (PT), pelo deputado Francisco (PT) e pela senadora Zenaide Maia (PHS). Os parlamentares ressaltaram a importância do momento de trocas com o ex-ministro dada o atual momento de concentração de forças para derrubar a “reforma da morte”.  

Ao longo do evento, Gabbas explicou como o projeto de reforma é uma disputa pelo orçamento do Estado e pretende não “acabar só com direito à aposentadoria, mas avançar sobre impostos que reduzem a importância do Estado”, declarou. “O projeto foi feito para entregar o sistema público brasileiro para brancos. E entrega não só o futuro, mas os fundos existentes já hoje. É banqueiro querendo usar seu poder para concentrar o dinheiro do povo”, completou. 

Além de apontar a reforma como um ajuste fiscal, uma vez que não altera privilégios, segundo o ex-ministro, ele ressaltou o perigo que o projeto representa para as mulheres. Elas trabalham dez vezes mais que os homens, em média, e são elas quem sofrerão mais, caso a reforma seja aprovada.  

Gabas é bacharel em ciências contábeis, tendo ingressado, através de concurso público, como agente administrativo no Ex-IAPAS, atual Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), em março de 1985 ingressou. De janeiro de 2003 a julho de 2005, foi o responsável pela Superintendência Estadual do INSS em São Paulo convidado pelo então ministro da Previdência Social, Ricardo Berzoini. Só em 2005 foi que Gabas assumiu a Secretaria-executiva do Ministério da Previdência Social na gestão do ex-ministro Nelson Machado Filho. 

Bruna TorresBruna Torres